You are here

Share page with AddThis

Afideos - Piolho Cinzento em Pomóideas

Descrição

Áptero: globuloso de 2 a 3mm, verde azeitona a castanho-violácea com uma pulverulência característica branca.

Alado: preto com um ponto brilhante no abdómen. Antenas tão compridos como o corpo, cauda curta e pentagonal.

Ovo: preto e oval, isolado, muitas vezes na madeira de 2 anos.


Ciclo de desenvolvimento

O piolho cinzento hiberna na fase de ovo sobre as macieiras.

As larvas emergem em Abril e, em seguida, desenvolvem-se nos botões jovens em fundadoras ápteras.

Multiplicam-se de maneira partenogenica e dão à luz a larvas jovens. O seu potencial de multiplicação é enorme; cada fundadora gera até uma centena de descendentes.

Durante os meses de Maio e Junho, 2 a 3 gerações sucedem-se com uma parte alada.

Os alados voam nos seus hospedeiros secundários e, em seguida, regressam ao seu hospedeiro principal, a macieira.

Em Setembro, a fase do ciclo sexual ocorre: os machos e as fêmeas copulam e, finalmente, os ovos hibernantes são depositados.


Danos

O pulgão cinzento é uma das espécies de pulgão mais prejudiciais para os pomares de macieira.

As colónias importantes provocam o rolamento e a deformação das folhas e dos ramos (protuberâncias).

O crescimento dos rebentos pára.

Na Primavera, ataques importantes causam distorções significativas de frutos jovens e provocam uma depreciação da colheita.


Medidas de profilaxia

Muitos predadores são eficazes no piolho cinzento (os sirfideos, as joaninhas, as cecidomias, os crisopídeos, os antocorídeos e os himenópteros), mas muitas vezes chegam tarde demais, os danos sendo muito precoces.


Estratégia de protecção

Tratamentos de Inverno com óleos associados com piretroides: eficiência ovicida.

  • Na pré-floração para visar as fundadoras.
  • Na pós-floração: o tratamento é realizado logo a sua presença.



Soluções Syngenta

Problema - imagens
 

Clique na imagem para ampliar

Piolho cinzento, estragos típicos

Pomóideas