You are here

Share page with AddThis

Doenças do lenho: Esca em Vinha

Phaeomoniella clamydospora, Phaeoacremonium aleophiluma e Fomitiporia spp.


É uma das doenças do lenho da videira, causada por um complexo de fungos. Alguns responsáveis pela destruição da lenhina nos tecidos, “fungos precursores” que abrem caminho a outros - “fungos da esca” - que destroem as celuloses e hemiceluloses e libertam compostos fenólicos.

A esca associada à eutipiose e à escoriose constituem o chamado “complexo degenerativo do lenho da videira”.

Sintomas
 

Esta doença pode assumir duas formas:

  • Apoplexia – seca muito rápida (em alguns dias) das folhas, dos cachos ou mesmo da cepa.
  • Forma lenta – folhas com manchas marginais descoradas e necrosadas entre as nervuras. Bagos com pontuações necrosadas arroxeadas. No tronco surgem necroses brancas e esponjosas.

Condições Favoráveis
 

Grandes feridas de poda, precipitação elevada, temperaturas amenas e vento.

Para a forma apopléctica é favorável a ocorrência de desequilíbrio hídrico durante o Verão, e queda de precipitação seguida de tempo seco e quente.

Prejuízos
 

Forma apopléctica – morte rápida das cepas.

Forma lenta – redução da produção em quantidade e qualidade.

Estratégia de protecção
 

Deve ser privilegiada uma estratégia preventiva usando material vegetativo são, evitar grandes feridas na poda, desinfectar o material de poda, queimar a lenha de poda infectada e efectuar um tratamento fungicida imediatamente após a poda.

Problema - imagens

Clique na imagem para ampliar

Esca, sintoma
Vinha

Esca, sintoma
Vinha

Esca, sintoma
Vinha

Esca, sintoma
Vinha