You are here

Share page with AddThis

Insectos do solo - Alfinete em Batata

Agriotes spp.: A. lineatus (Linnaeus)


Praga bastante polífaga, desenvolve-se à custa das raízes de diversas culturas (batata, cereais, tomate, beterraba e outras).

Ataca as partes subterrâneas das plantas (principalmente as mais tenras), onde escava galerias de alimentação, as quais originam os estragos que se observam nos tubérculos atacados.

Encontra-se, geralmente, em solos húmidos.



Morfologia
 

Larva – Alongada, cilíndrica, de cor amarelo palha, brilhante.

Apresenta o tegumento muito esclerotizado e a cabeça achatada.

É bastante resistente e apresenta uma evolução muito lenta, o que lhe permite permanecer no solo 3 a 6 anos.

Adulto – Negro, de forma elíptica e dorsoventralmente comprimido. Tem os élitros estreitos, alongados na extremidade e apresenta o corpo coberto por uma pubescência cinzenta-clara.



Bioecologia
 

Os primeiros adultos começam a surgir à superfície em Abril, apresentando hábitos nocturnos.

Pouco depois inicia-se a postura, sendo os ovos colocados no solo, isoladamente, ou em pequenos grupos.

As fêmeas têm preferência por locais com alto teor de humidade mas com uma temperatura pouco elevada.

A fase embrionária dura entre 25 a 60 dias.

O desenvolvimento larvar demora cerca de 4 anos, embora nos primeiros 2 as larvas se alimentem de M.O. em decomposição. Estas larvas deslocam-se verticalmente no solo, em função da humidade e temperatura, apresentando paragens de actividade no Verão e Inverno.

As larvas maduras formam uma pupa numa cavidade terrosa localizada a cerca de 40-60 cm de profundidade.

Transformam-se em pupa no Verão e o adulto passa o Inverno no solo, até à Primavera seguinte, altura em que se inicia novo ciclo.



Prejuízos
 

Os prejuízos causados variam com a época do ano:

  • Na Primavera, com tempo fresco e húmido, as larvas atacam as plantas jovens furando o caule debaixo da superfície;
  • No Verão e Outono, quando a planta está mais desenvolvida, alimentam-se dos tubérculos. Estes apresentam galerias estreitas e pouco profundas.

Os ataques desta praga raramente influenciam o rendimento da cultura. No entanto, os tubérculos atacados ficam impróprios para comercialização.



Estratégia de protecção
 

A instalação de armadilhas no solo (para monitorização das larvas) e colocação de armadilhas com feromona (para monitorização e captura de adultos) é bastante importante para um melhor conhecimento desta praga.

Este conhecimento poderá ajudar num mais efectivo controlo desta praga, tendo em vista um correcto posicionamento dos tratamentos fitossanitários, bem como a implementação de práticas culturais passíveis de promover a redução das populações.



Problema - imagens

Click an image to enlarge it

Larvas em Tubérculo

Batata

Bicho Alfinete

Batata

Adulto de Bicho Alfinete

Batata