You are here

Share page with AddThis

Infestantes em Vinha

São consideradas inimigo-chave da vinha por competirem com as cepas por água e nutrientes, causando prejuízos importantes ao nível do desenvolvimento de jovens videiras ou mesmo da redução da quantidade e qualidade da produção.

Podem também ser hospedeiras de pragas que atacam a vinha e originar microclimas favoráveis ao desenvolvimento de doenças.

No entanto, a presença de infestantes no terreno pode aumentar as populações de organismos auxiliares, melhorar a fertilidade e a estrutura do solo, diminuir a erosão em relevos mais acentuados, permitir a transitabilidade de máquinas em situações de forte precipitação, entre outras vantagens.

O conhecimento do tipo de infestante. do seu ciclo de vida e do modo como reage às diversas técnicas de combate é essencial para o delineamento de uma estratégia eficaz para o seu controlo.
As principais técnicas para o controlo de infestantes, actualmente usadas, são a mobilização do solo, o uso de herbicidas ou técnicas de enrelvamento permanente durante o período de Outono-Inverno ou mesmo, em alguns casos, o ano inteiro.

A opção por qualquer uma destas técnicas depende principalmente da região, do tipo de solo, e das infestantes presentes na vinha.

Por vezes, o uso combinado destas três técnicas afigura-se como a melhor solução, pois permite um bom controlo das infestantes sem danificar a estrutura e a fertilidade do solo e diminui a probabilidade de aparecimento de espécies resistentes a alguns herbicidas.

Soluções Syngenta

Problema - imagens
Clique na imagem para ampliar

Infestantes

Vinha