You are here

Share page with AddThis

Syngenta em Campo 2014: Soluções para uma viticultura com futuro

Noticias
15.05.2014

A Syngenta realizou, a 15 de Maio, um Dia de Campo Vinha na Quinta do Outeirinho, em Arco de Baúlhe, concelho de Cabeceiras de Basto, onde apresentou a sua estratégia de protecção para a cultura da vinha, com destaque para o novo insecticida Luzindo. A empresa Enguirelva enriqueceu o evento com uma sessão prática sobre pulverização, calibração e vistoria de pulverizadores.

A Syngenta esteve no Minho para debater e apresentar soluções para uma viticultura com futuro. No âmbito da iniciativa Syngenta em Campo, reuniu cerca de 40 agricultores e técnicos que tiveram oportunidade de verificar in loco os resultados do programa de protecção aplicado à vinha.

A novidade em destaque foi o Luzindo®, um insecticida em fase de lançamento, que se ajusta particularmente às necessidades dos viticultores do Minho, devido à sua dupla acção no controlo do insecto vector da Flavescência Dourada (Scaphoideus titanus), uma doença que se tem propagado nas vinha da região, e no controlo da Traça-dos-Cachos.

«Este é o primeiro ano que vamos comercializar o Luzindo®, mas pelas características das substâncias activas que o compõem e pelas performances já verificadas nos ensaios, penso que terá sucesso», afirma Pedro Teixeira, técnico da Casa Agrícola do Arco, distribuidor Syngenta em Arco de Baulhe.

Outro dos produtos que tem contado com a preferência dos viticultores da região é o Quadris Max®. «Este fungicida agradame bastante, não só a mim, mas também aos viticultores da região. Quem o utiliza um ano não esquece. É um produto 4 em 1, ou seja, possui acção contra 4 doenças – Escoriose, Míldio, Oídio e Black Rot - e pode ser aplicado em várias fases do ciclo videira», acrescenta Pedro Teixeira.

As vinhas da sub-região de Basto estão por estes dias em fase de floração, que será decisiva para o sucesso do ano vitícola. «Em termos gerais e para quem já realizou 2 a 3 tratamentos, a vinha está “limpa” em termos fitossanitários, no entanto, a instabilidade das condições climáticas dos últimos dias requer cuidados redobrados, ou seja, um tratamento com qualidade e segurança, na minha opinião um tratamento sistémico, com acção preventiva e curativa», sugere o técnico da Casa Agrícola do Arco.

O Dia de Campo em Arco de Baúlhe contou com a presença da Enguirelva, empresa de Guimarães que presta um serviço de inspeção de equipamentos de aplicação de produtos fitofarmacêuticos, através de um centro móvel. Nesta sessão prática foram esclarecidas algumas dúvidas técnicas sobre pulverização/calibração e vistoria de pulverizadores, sensibilizando os agricultores para a importância de uma pulverização ajustada à fase da cultura, de modo a aumentar a eficácia dos produtos e a preservar o meio ambiente.

 

 

A Syngenta é uma das empresas líderes no seu ramo de actividade. O grupo emprega mais de 27.000 pessoas em mais de 90 países, com um único objectivo comum: trazer para a vida o potencial das plantas. Através da excelência dos nossos cientistas, da nossa presença a nível mundial e do empenho de todos os nossos colaboradores em responder às necessidades dos nossos clientes, ajudamos a maximizar a produtividade e o rendimento das culturas, a proteger o ambiente e a melhorar a saúde e a qualidade de vida. Para mais informações sobre a Syngenta, consulte o site www.syngenta.com.