You are here

Share page with AddThis

Visão 360º sobre a vinha em Dia Aberto Syngenta

Noticias
26.06.2015
Visão 360º sobre a vinha em Dia Aberto Syngenta

O Centro de Experimentação Syngenta instalado na Escola Profissional Agrícola Barros Leal, em Runa, Torres Vedras, foi palco de um Dia Aberto, onde os viticultores do Oeste assistiram a uma visão 360º sobre a vinha.

A Syngenta e as entidades suas parceiras neste evento falaram sobre proteção e condução da vinha, com demonstrações práticas de calibração e inspeção de pulverizadores, de mobilização de solo, pulverização, de podas em verde e de máquinas de vindimar.

O cariz prático do evento e a visão 360º sobre a cultura da vinha atraiu a este Centro de Experimentação da Syngenta em Runa os principais viticultores e técnicos das casas vitivinícolas da região Oeste. Os participantes passaram por três estações temáticas: a primeira sobre Proteção da Vinha, onde estiveram em destaque o Luzindo, o inseticida multipraga da Syngenta, e os já consagrados fungicidas Pergado e Dynali; a segunda consistindo numa exposição e demonstração de tractores, máquinas de vindimar da New Holland, de alfaias de mobilização de solo da Joper, pulverizadores da Tomix e a terceira dedicada à Calibração e Inspeção de Pulverizadores, com a colaboração dos técnicos do COTHN.

Em concreto sobre o Dia Aberto realizado a 19 de Junho, o diretor da Escola, considera que permitiu «reunir um conjunto muito interessado e interessante de pessoas que representam o tecido empresarial da região, algumas das quais contataram com a nossa Es

«Tratou-se da combinação perfeita em campo: produtos fitofarmacêuticos e equipamentos de aplicação. Apresentámos dois modelos de pulverizadores de baixo volume – um pneumático e outro de turbina com jato transportado – que permitem poupar água e melhorar a eficácia dos produtos aplicados pela maior precisão da pulverização», relata Luís Geada, responsável técnico-comercial da Tomix.

Por parte da Autoagrícola Sobralense, em representação dos tratores da marca New Holland, João Penedo sublinha «a boa organização do evento e o interesse que despertou nos agricultores, que apreciam imenso ver as máquinas no terreno». Uma ideia confirmada por Sérgio Nicolau: «estas ações são sempre úteis, a calibração das máquinas é muito importante, tal como a correta pulverização das vinhas», afirma o técnico responsável pela Quinta do Juncal, que produz 115 hectares de vinha.

No que se refere à proteção da vinha, os viticultores do Oeste mostraram interesse no novo inseticida multipraga da Syngenta, o Luzindo, que controla a traça dos cachos, a cigarrinha verde e o cicadelídeo da flavescência dourada. «O Luzindo é uma mais-valia porque tem um leque de ação variado. Este ano vou aplicá-lo pois está a ser um ano com ataques intensos de traça nas vinhas do Oeste», reconhece Sérgio Nicolau. Da mesma opinião é António Vilela, produtor de 51 hectares de vinha: «o Luzindo é um bom produto, vou aplicá-lo se tiver necessidade de controlar a traça». Para Vítor Querido, produtor de 32 hectares de vinha, o Dynali é um valor seguro no combate ao oídio, mas também com efeitos positivos no controlo das doenças do lenho: «é um dos melhores produtos para combater a escoriose europeia, apliquei e não deixou que a doença alastrasse».

O Centro de Experimentação Syngenta instalado na Escola Profissional Agrícola Barros Leal, em Runa, é integralmente dedicado à cultura da vinha e um excelente exemplo de como a Syngenta cumpre no dia-a-dia em Portugal o seu plano mais ambicioso de sempre: o The Good Growth Plan. Neste Centro de Experimentação, a Syngenta põe em prática três dos seis compromissos assumidos à escala internacional, nomeadamente, tornar as culturas mais eficientes, capacitar os pequenos agricultores e ajudar todos os intervenientes a manterem-se seguros.

Luís Carlos, diretor da Escola Profissional Agrícola Barros Leal, conta como tem sido enriquecedor acolher o Centro de Experimentação Syngenta: «esta parceria com a Syngenta é muito proveitosa para a comunidade educativa, alunos e professores, e tem-se revelado também uma excelente oportunidade para receber os empresários da região na nossa Escola. Os equipamentos instalados, a experimentação realizada na cultura da vinha e a informação sobre Boas Práticas na aplicação de produtos fitofarmacêuticos são um atrativo para quem nos visita. Há mesmo entidades formadoras externas que realizam cursos de Aplicadores e nos solicitam uma visita ao Centro».

Em concreto sobre o Dia Aberto realizado a 19 de Junho, o diretor da Escola, considera que permitiu «reunir um conjunto muito interessado e interessante de pessoas que representam o tecido empresarial da região, algumas das quais contataram com a nossa Escola pela primeira vez» e manifesta interesse em que mais eventos com esta qualidade possam repetir-se no futuro.

 

A Syngenta é uma das empresas líderes no seu ramo de actividade. O grupo emprega mais de 28.000 pessoas em mais de 90 países, com um único objectivo comum: trazer para a vida o potencial das plantas. Através da excelência dos nossos cientistas, da nossa presença a nível mundial e do empenho de todos os nossos colaboradores em responder às necessidades dos nossos clientes, ajudamos a maximizar a produtividade e o rendimento das culturas, a proteger o ambiente e a melhorar a saúde e a qualidade de vida. Para mais informações sobre a Syngenta, consulte o site www.syngenta.pt o www.syngenta.com.