You are here

Share page with AddThis

Oídio em Vinha

Uncinula necator. Oidium tuckery


É uma doença causada por um fungo ectoparasita, cujo micélio se desenvolve sobre todos os tecidos verdes (folhas, pâmpanos e cachos).

Sintomas
 

Folhas – na página superior surgem pequenas manchas descoradas que adquirem um enfeltrado branco acinzentado. Na página inferior as nervuras ficam necrosadas na zona das manchas. Em ataques intensos a folha enrola-se ficando com aspecto enconchado;
Pâmpanos – manchas difusas verdes escuras, que se tornam acastanhadas;
Inflorescências e cachos – Botões florais e pequenos bagos cobertos de “poeira” branca, ocorrendo posteriormente o seu dessecamento. Nos bagos maiores, para além da “poeira”, a epiderme do bago endurece, não acompanha o crescimento e acaba por rebentar. Estes bagos secam ou apodrecem, se as condições climáticas foram favoráveis.

Condições Climáticas
 

Temperatura entre os 15ºC e os 28ºC (com o óptimo entre 25ºC – 28ºC).

Humidade relativa entre 25% e 100%.

Baixa luminosidade.

Prejuízos
Redução dos crescimentos e do vigor das plantas.

Redução da fertilidade com consequente diminuição da produção.

Quebra na qualidade das uvas quando se verifica fendilhamento dos bagos.

Estratégia de protecção
 

O controlo químico é indispensável para combater os ataques de oídio, no entanto, a luta cultural pode ajudar a dificultar a sua evolução. Deverá por isso promover o bom arejamento da planta e condicionar o vigor, através das operações culturas. Os tratamentos fitossanitários devem ser realizados de forma preventiva e sempre que se verifiquem condições favoráveis ao desenvolvimento da doença (alguma humidade, tempo encoberto e abafado).

Soluções Syngenta

Problema - imagens

Clique na imagem para ampliar

Oídio

Vinha

Oídio

Vinha

Oídio

Vinha

Oídio, prejuízos

Vinha

Oídio, prejuízos

Vinha

Oídio, prejuízos

Vinha