You are here

Share page with AddThis

Olho de Pavão em Oival

Spilocaea oleagina Hughes


O olho de pavão ataca, principalmente no Outono e na Primavera, depois de um período húmido, uma vez que o fungo sobrevive nas folhas caídas no chão e nas folhas infectadas que permaneceram na árvore.

A chuva e o vento são os grandes responsáveis pela disseminação da doença.



Sintomas
 

Folhas - na página superior aparecem manchas castanhas e verdes, com um tom amarelado na sua periferia, concêntricas e de tamanho variável.



Condições climáticas
 

Humidade relativa elevada – 98 a 100%.

Temperatura óptima de desenvolvimento – 15 a 20ºC.

Folha molhada durante um elevado número de horas.



Prejuízos
 

Enfraquecimento da árvore com queda de folhas e impedindo a diferenciação floral.



Estratégia de protecção
 

Realizar um tratamento fitossanitário na Primavera, no início da rebentação, e mal se detecte condições climáticas e a presença da doença.

Corrigir carências de cálcio.

Realizar uma poda que promova o arejamento e a entrada de luz dentro da copa.



Soluções Syngenta
 



Problema - imagens


Clique na imagem para ampliar

Olho de Pavão, fase inicial do ataque

Olival

Olho de Pavão no raminho

Olival

Olho de Pavão, danos

Olival

Olho de Pavão, danos

Olival

Olho de Pavão, danos

Olival

Olho de Pavão, danos

Olival