You are here

Share page with AddThis

Amistar Opti

Ultima atualização:
15.03.2018

Fungicida

Proteção de culturas

Authorisation Number: 
407
Pack size: 
5 l
Composition: 
Formulation: 
Suspensão concentrada

Fungicida com acção preventiva, curativa e anti-esporulante para trigo, cevada, centeio, triticale e leguminosas forrageiras para grão.

Centeio

DoençasDose (L/ha)Época de aplicação
Ferrugem castanha
(Puccinia triticina)
Rincosporiose
(Rhynchosporium sp.)
2,5 L/haAs aplicações devem ser efectuadas após o aparecimento das doenças de forma a manter sãs as 2 folhas superiores.
Máximo de um tratamento por campanha.

Cevada

DoençasDose (L/ha)Época de aplicação
Helmintosporiose
(Helminthosporium avenae)
Rincosporiose
(Rhynchosporium sp.)
2,5 L/haAs aplicações devem ser efectuadas após o aparecimento das doenças de forma a manter sãs as 2 folhas superiores.
Máximo de um tratamento por campanha.

Leguminosas forrageiras para grão

DoençasDose (L/ha)Época de aplicação
Doenças da folha Ferrugem
(Puccinia sp.)
2,5 L/haAs aplicações devem ser efectuadas após o aparecimento das doenças de forma a manter sãs as 2 folhas superiores.
Máximo de um tratamento por campanha.

Tricicale

DoençasDose (L/ha)Época de aplicação
Ferrugem castanha
(Puccinia triticina)
Septoriose
(Septoria tritici)
2,5 L/haAs aplicações devem ser efectuadas após o aparecimento das doenças de forma a manter sãs as 2 folhas superiores.
Máximo de um tratamento por campanha.

Trigo

DoençasDose (L/ha)Época de aplicação
Ferrugem castanha
(Puccinia triticina)
Septoriose
(Septoria tritici)
2,5 L/haAs aplicações devem ser efectuadas após o aparecimento das doenças de forma a manter sãs as 2 folhas superiores.
Máximo de um tratamento por campanha.

Classificação, rotulagem e embalagem (CRE)

  • GHS05

  • GHS07

  • GHS08

  • GHS09

Avisos legais

Declarações de precaução

  • Para evitar o desenvolvimento de resistências, não aplicar este produto ou outro que contenha Qol, mais de 1 vez por ciclo cultural.
  • O AMISTAR® OPTI não deve ser aplicado nos locais onde comecem a verificar-se quebras de eficácia após as aplicações do produto ou de outros produtos com o mesmo modo de acção (QOI) existentes no mercado.
  • Pela impossibilidade de se realizarem ensaios com o AMISTAR® OPTI em todas as variedades de cereais disponíveis no mercado, recomenda-se fazer um ensaio prévio antes de generalizar o tratamento na área que se pretende tratar.
  • O AMISTAR® OPTI poderá afectar algumas cultivares de macieira; deve evitar-se os arrastamentos da calda para pomares de macieira vizinhos e não utilizar o mesmo pulverizador.
  • Não é aconselhável a mistura de AMISTAR® OPTI com insecticidas ou acaricidas, com formulação de concentrado para emulsão.
  • Pode provocar uma reação alérgica cutânea.
  • Provoca lesões oculares graves.
  • Nocivo por inalação.
  • Pode provocar irritação das vias respiratórias.
  • Suspeito de provocar cancro.
  • Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.
  • Pedir instruções específicas antes da utilização.
  • Evitar respirar as poeiras/fumos/gases/névoas/vapores/ aerossóis.
  • Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.
  • Usar luvas, vestuário de proteção, proteção ocular e proteção facial durante a preparação da calda e aplicação do produto.
  • EM CASO DE INALAÇÃO: retirar a vítima para uma zona ao ar livre e mantê-la em repouso numa posição que não dificulte a respiração.
  • SE ENTRAR EM CONTACTO COM OS OLHOS: enxaguar cuidadosamente com água durante vários minutos. Se usar lentes de contacto, retire-as, se tal lhe for possível. Continuar a enxaguar.
  • Contacte imediatamente um CENTRO DE INFORMAÇÃO ANTIVENENOS ou um médico.
  • Recolher o produto derramado.
  • Armazenar em local bem ventilado. Manter o recipiente bem fechado.
  • Eliminar o conteúdo/embalagem em local adequado à recolha de resíduos perigosos.
  • Ficha de segurança fornecida a pedido.
  • Contém 1,2-benzisotiazol-3-ona. Pode provocar uma reação alérgica.
  • Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem.
  • Para proteção das águas subterrâneas, não aplicar este produto ou qualquer outro que contenha clortalonil a 1000 g de substância activa/ha/ano.
  • Para proteção dos organismos aquáticos, respeitar uma zona não pulverizada de 5 metros em cereais (trigo, cevada, centeio e triticale) e de 20 metros em leguminosas forrageiras para grão em relação às águas de superfície.
  • Impedir o acesso de trabalhadores e pessoas às zonas tratadas durante 48h após aplicação.
  • Intervalo de Segurança – cevada - 42 dias; trigo, centeio e triticale – 56 dias.
  • Em caso de intoxicação contactar o Centro de Informação Antivenenos. Telef: 808 250 143
  • A embalagem vazia deverá ser lavada três vezes, fechada, inutilizada e colocada em sacos de recolha, devendo estes serem entregues num centro de receção Valorfito; as águas de lavagem deverão ser usadas na preparação da calda.

Modo de Preparação da Calda e Utilização

No recipiente onde se prepara a calda deitar metade da água necessária. Juntar a quantidade de produto a utilizar e completar o volume de água, agitando sempre.

Para aplicação com barra de pulverização em culturas baixas:
Calibrar correctamente o equipamento, calculando o volume de calda gasto por ha, de acordo com o débito do pulverizador (L/min), da velocidade e largura de trabalho, com especial cuidado na uniformidade da distribuição de calda.
A quantidade de produto e o volume de calda deve ser adequado à área de aplicação, respeitando as doses indicadas.
Quando a aplicação se faz com aparelhos de médio ou baixo volume (turbinas ou atomizadores), a concentração deve ser aumentada de modo que a dose de produto por hectare seja a mesma que no alto volume.

  • Em caso de intoxicação contactar o Centro de Informação Antivenenos. Telef: 808 250 143

  • Protecção Integrada

    Segundo a Directiva do Uso Sustentável (Directiva 2009/128/CE) que foi transposta para a Lei nº 26/2013 (a 11 de Abril), é obrigatória a aplicação dos príncipios gerais da Protecção Integrada por todos os utilizadores profissionais. Cumprido esses príncipios gerais, todos os produtos fitofarmacêuticos autorizados em Portugal, para o combate aos inimigos das culturas são passíveis de ser utilizados em Protecção Integrada.

    Intervalo de Segurança

    CulturaIntervalo de Segurança (dias)
    Trigo56
    Cevada42
    Centeio56
    Triticale56
    Leguminosas forrageiras para grão-
    Grão-de-bico-
    Ervilheira14
    Feijão-frade-

    Informação relativa aos LMRs, consultar a informação na página oficial da EU: http://ec.europa.eu/food/plant/pesticides/eu-pesticides-database/public/?event=activesubstance.selection&language=EN