You are here

Share page with AddThis

Switch

Ultima atualização:
08.12.2016

Fungicida

Protecção de culturas

Authorisation Number: 
2982
Embalagems: 
300 g
Composição: 
Fórmula: 
Grânulos dispersíveis

Fungicida sistémico e de contacto, indicado para combater a podridão cinzenta (Botrytis spp.) em diversas culturas.

Alface

Doença Concentração
(g / hl)
Recomendações
Podridão Cinzenta 50 – 60 Aplicar sempre que ocorrerem condições favoráveis ao desenvolvimento da doença.
Fazer, no máximo, 1 aplicação de Switch na cultura de alface.

Beringela

Doença Concentração
(g / hl)
Recomendações
Podridão Cinzenta 60 – 80 Aplicar sempre que ocorrerem condições favoráveis ao desenvolvimento da doença.
Fazer, no máximo, 1 aplicação de Switch na cultura de alface.

Feijoeiro

Doença Concentração
(g / hl)
Recomendações
Podridão Cinzenta 80 – 100 Aplicar sempre que ocorrerem condições favoráveis ao desenvolvimento da doença.
Fazer, no máximo, 1 aplicação de Switch na cultura de alface.

Morangueiro (em estufa)

Doença Concentração
(g / hl)
Recomendações
Podridão Cinzenta 80 – 100 Aplicar a partir da floração, durante o crescimento dos frutos, efectuando 1 tratamento com Switch em cada 3 anti-botrytis.
Não efectuar mais que 3 tratamentos com este produto ou outros pertencentes ao grupo das anilinopirimidinas por cultura/ano.
Se necessário, alternar com fungicidas com outro modo de acção.

Pepino

Doença Concentração
(g / hl)
Recomendações
Podridão Cinzenta 60 – 80 Aplicar sempre que ocorrerem condições favoráveis ao desenvolvimento da doença.
Fazer, no máximo, 1 aplicação de Switch na cultura de alface.

Pimento

Doença Concentração
(g / hl)
Recomendações
Podridão Cinzenta 60 – 80 Aplicar sempre que ocorrerem condições favoráveis ao desenvolvimento da doença.
Fazer, no máximo, 1 aplicação de Switch na cultura de alface.

Tomateiro (em estufa)

Doença Concentração
(g / hl)
Recomendações
Podridão Cinzenta 80 – 100 Aplicar a partir da floração, durante o crescimento dos frutos, efectuando 1 tratamento com Switch em cada 3 anti-botrytis.
Não efectuar mais que 3 tratamentos com este produto ou outros pertencentes ao grupo das anilinopirimidinas por cultura/ano.
Se necessário, alternar com fungicidas com outro modo de acção.

Videira

Doença Concentração
(g / hl)
Recomendações
Podridão Cinzenta 80 – 100 Realizar no máximo 2 aplicações:
- Floração / Alimpa
- Pintor
Se for necessário tratar ao fecho dos cachos ou 3-4 semanas antes da vindima e, se já tiverem sido feitas 2 aplicações de Switch, utilizar produtos com base em substâncias activas com diferente modo de acção.

Classificação, rotulagem e embalagem (CRE)

  • GHS07

  • GHS09

Avisos legais

Declarações de precaução

  • Aplicar preventivamente quando se verificarem condições favoráveis ao desenvolvimento da doença.
  • Em vinha em anos e/ou condições muito favoráveis poderão efectuar-se aplicações ao fecho dos cachos e 3-4 semanas antes da colheita.
  • Não efectuar mais que 2 tratamentos com este fungicida ou qualquer outro do grupo das anilinopirimidinas.
  • Em beringela, morangueiro, pepino, feijoeiro, pimento e tomate efectuar um tratamento com SWITCH 62,5 WG em cada 3 anti-botrytis, não efectuando mais do que 3 tratamentos com este produto ou outros pertencentes ao grupo das anilinopirimidas para cada cultura/ano.
  • Em alface efectuar um tratamento com SWITCH 62,5 WG em cada 3 anti-botrytis, não efectuando mais do que 1 tratamento com este produto ou outro pertencente ao grupo das anilinopirimidas para cada cultura/ano.
  • Este produto não deve aplicar-se nos locais onde se verifiquem quebras de eficácia.
  • Pode provocar uma reacção alérgica cutânea.
  • Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.
  • Evitar a libertação para o ambiente.
  • Usar luvas de protecção/vestuário de protecção/protecção ocular/protecção facial.
  • SE ENTRAR EM CONTACTO COM A PELE: lavar com sabonete e água abundantes.
  • Em caso de irritação ou erupção cutânea: consulte um médico.
  • Recolher o produto derramado.
  • Eliminar o conteúdo de forma apropriada.
  • Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem.
  • Para protecção dos organismos aquáticos, não aplicar em terrenos agrícolas adjacentes a águas de superfície.
  • Contém ciprodinil. Pode desencadear uma reacção alérgica.
  • Intervalo de Segurança – 3 dias em beringela, pepino e pimento; 7 dias em feijão verde, em tomateiro em estufa e em morangueiro; 14 dias em alface, em feijão verde em ar livre e em uva de mesa; 21 dias em uva para vinificação.
  • Centro de informação anti-venenos: 808 250 143
  • A embalagem vazia deverá ser lavada três vezes, fechada, inutilizada e colocada em sacos de recolha, devendo estes serem entregues num centro de recepção Valorfito; as águas de lavagem deverão ser usadas na preparação da calda.

Modo de Preparação da Calda e Utilização

No recipiente onde se prepara a calda deitar metade da água necessária. Juntar a quantidade de produto a utilizar e completar o volume de água, agitando sempre.

Para aplicação com barra de pulverização em culturas baixas:

Calibrar correctamente o equipamento, calculando o volume de calda gasto por ha, de acordo com o débito do pulverizador (L/min), da velocidade e largura de trabalho, com especial cuidado na uniformidade da distribuição da calda.

A quantidade de produto e o volume de calda deve ser adequado à área de aplicação, respeitando as doses indicadas.

Para aplicação em culturas arbustivas e arbóreas:

Calibrar correctamente o equipamento, assegurando a uniformidade na distribuição de calda no alvo biológico pretendido.

Calcular o volume de calda gasto por ha em função do débito do pulverizador (L/min), da velocidade e largura de trabalho (distância entrelinhas).

Nas fases iniciais de desenvolvimento das culturas aplicar a calda com a concentração indicada. Em pleno desenvolvimento vegetativo, adicionar a quantidade de produto proporcionalmente ao volume de água distribuído por ha, pelo pulverizador, de forma a respeitar a dose.

  • Centro de informação anti-venenos: 808 250 143

  • Protecção Integrada

    Segundo a Directiva do Uso Sustentável (Directiva 2009/128/CE) que foi transposta para a Lei nº 26/2013 (a 11 de Abril), é obrigatória a aplicação dos príncipios gerais da Protecção Integrada por todos os utilizadores profissionais. Cumprido esses príncipios gerais, todos os produtos fitofarmacêuticos autorizados em Portugal, para o combate aos inimigos das culturas são passíveis de ser utilizados em Protecção Integrada.

    Intervalo de Segurança

    Cultura IS (dias)
    Ameixeira 7
    Amora 7
    Abóbora 14
    Acelga
    (6-8 folhas)
    14
    Alface 14
    Alface
    (6-8 folhas)
    14
    Alface-de-cordeiro
    (6-8 folhas)
    14
    Beringela 3
    Cerejeira 7
    Damasqueiro 14
    Escarola 14
    Espinafre
    (6-8 folhas)
    14
    Estrelícias ---
    Feijão verde 7 – Estufa
    14 – Ar Livre
    Lantana ---
    Morangueiro 7
    Orquídeas ---
    Pepino 3
    Pimento 3
    Próteas ---
    Tomateiro 7
    Tomateiro arbóreo 14
    Rúcula
    (6-8 folhas)
    14
    Rúcula selvagem
    (6-8 folhas)
    14
    Videira 21 dias (uva de vinificação)
    14 dias (uva de mesa)
    Framboesa 7
    Eucalipto (viveiros) ---

    L.M.R.

    Informação relativa aos LMRs, consultar a informação na página oficial da EU:: http://ec.europa.eu/sanco_pesticides/public/index.cfm