You are here

Share page with AddThis
Plenum 50 WG

Plenum 50 WG

Ultima atualização:
12.04.2018

Insecticida

Proteção de culturas

Authorisation Number: 
7
Pack size: 
250 g
Composition: 
Formulation: 
Grânulos dispersíveis em água

Insecticida sistémico para o combate a afídeos e moscas brancas em citrinos, pessegueiro, culturas hortícolas, plantas ornamentais e morangueiro por aplicação foliar e via água de rega em tomateiro e pimenteiro em estufa.

Abóbora

Agrião

Alface

Alface-de-cordeiro

Beringela

Citrinos

Coentros

Couves de repolho

Lantana

Melancia

Classificação, rotulagem e embalagem (CRE)

  • GHS08

  • GHS09

Avisos legais

Declarações de precaução

  • Para evitar o desenvolvimento de resistências, deve alternar o uso de insecticidas do grupo químico dos azometinos (IRAC Moa 9B), com outros com diferente modo de acção não neonicotinóides (IRAC MOA 4A). Não efectuar mais de três aplicações ano/ciclo cultural, com este ou outro produto do grupo químico dos azometinos.
  • A aplicação do produto deve ser feita evitando as horas mais quentes do dia ou aquelas em que a folhagem se encontre molhada.
  • Durante a aplicação não atingir as culturas e terrenos vizinhos.
  • Suspeito de provocar cancro.
  • Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.
  • Pedir instruções específicas antes da utilização.
  • Usar o equipamento de protecção individual exigido. Usar vestuário de protecção e luvas adequadas durante a preparação da calda e aplicação do produto.
  • EM CASO DE exposição ou suspeita de exposição: consulte um médico.
  • Recolher o produto derramado.
  • Eliminar o conteúdo/embalagem em local adequado à recolha de resíduos perigosos.
  • Ficha de segurança fornecida a pedido.
  • Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem.
  • Nos tratamentos em estufas, para proteção das abelhas e de outros insetos polinizadores, não aplicar este produto antes e durante a floração das culturas, quando se pretende usar polinizadores.
  • Depois da utilização do produto, lavar todo o vestuário de proteção.
  • Na entrada dos trabalhadores nas zonas tratadas usar vestuário de proteção adequado (luvas/vestuário).
  • Impedir o acesso de pessoas às zonas tratadas até à secagem do pulverizado.
  • Intervalo de segurança: 3 dias em abóbora, beringela, melancia, meloeiro, morangueiro, pepino, pimenteiro e tomateiro; 7 dias ao ar livre e 14 dias em estufa em alface, alface-de-cordeiro, agrião, coentros, mizuna, mostarda-vermelha, rúcula, rúcula selvagem e salsa; 14 dias em couves-de-repolho e pessegueiro; 21 dias em citrinos.
  • Em caso de intoxicação contactar o Centro de Informação Antivenenos. Telef: 808 250 143
  • A embalagem vazia não deverá ser lavada, sendo completamente esgotada do seu conteúdo, inutilizada e colocada em sacos de recolha, devendo estes serem entregues num centro de receção Valorfito.

Modo de Preparação da Calda e Utilização

No recipiente onde se prepara a calda deitar metade da água necessária. Juntar a quantidade de produto a utilizar e completar o volume de água, agitando sempre.

PULVERIZAÇÃO FOLIAR:
Para aplicação com barra de pulverização em culturas baixas:
Calibrar correctamente o equipamento, calculando o volume de calda gasto por ha, de acordo com o débito de pulverizador (L/ min), da velocidade e largura de trabalho, com especial cuidado na uniformidade da distribuição de calda.
Para aplicação em culturas arbustivas e arbóreas:
Calibrar correctamente o equipamento, para o volume de calda gasto por ha, de acordo com o débito do pulverizador (L/ min), da velocidade e largura de trabalho (distância entrelinhas) com especial cuidado na uniformidade da distribuição de calda.
A quantidade de produto e o volume de calda deve ser adequado à área de aplicação, respeitando as doses/concentrações indicadas.

REGA GOTA-A-GOTA:
No caso das aplicações pelo sistema de rega calibrar o sistema de modo a permitir a injecção da quantidade exacta do produto. Condicionar o volume de água de modo a evitar perdas por percolação.

  • Em caso de intoxicação contactar o Centro de Informação Antivenenos. Telef: 808 250 143

  • Proteção Integrada

    Segundo a Diretiva do Uso Sustentável (Diretiva 2009/128/CE) que foi transposta para a Lei nº 26/2013 (a 11 de Abril), é obrigatória a aplicação dos príncipios gerais da Proteção Integrada por todos os utilizadores profissionais. Cumpridos esses príncipios gerais, todos os produtos fitofarmacêuticos autorizados em Portugal, para o combate aos inimigos das culturas são passíveis de ser utilizados em Proteção Integrada.

    Intervalo de Segurança

    CulturaIntervalo de Segurança (dias)
    Melancia
    Meloeiro
    3
    Pimenteiro
    Tomateiro
    Pessegueiro14
    Citrinos21
    Couve-de-repolho14
    Agrião7 (ar livre)
    14 (estufa)
    Alface
    Coentros
    Salsa
    Alface de cordeiro
    Mizuna (6-8 folhas)
    Mostarda Vermelha (6-8 folhas)
    Rúcula (6-8 folhas)
    Rúcula selvagem (6-8 folhas)
    Courgette3
    Abóbora3
    Beringela3
    Pepino3
    Agrião7
    Escarola7
    Alecrim14
    Feno Grego14
    Manjericão14
    Morangueiro3
    Couve-chinesa14
    Couve-Flor14
    Couve Frisada14
    Lantana---
    Poinsettia
    Roseira
    Salva
    Salsa de raíz grossa7
    Hortelã7 (ar livre)
    14 (estufa)

    L.M.R

    Informação relativa aos LMRs, consultar a informação na página oficial da EU: http://ec.europa.eu/food/plant/pesticides/eu-pesticides-database/public/?event=activesubstance.selection&language=EN