You are here

Share page with AddThis

Telefones de Emergência

Centro de Informação Anti-Venenos

Tel.: 808 250 143

Linha de Emergência Syngenta 24 Horas

Tel.: 21 352 47 65

Procedimentos de emergência

Os casos de intoxicação aguda com produtos fitofarmacêuticos são, felizmente, raros mas, quando ocorrem, requerem medidas imediatas.

A - Como reconhecer um envenenamento grave:

  1. Extrema fadiga ou fraqueza.
  2. Pele queimada, irritada, transpiração excessiva.
  3. Sensação de queimadura, de comichão, de purgação dos olhos, visão toldada, pupilas fechadas ou dilatadas.
  4. Sensação de queimadura da boca ou garganta, salivação excessiva, náuseas, vómitos, dores abdominais, diarreia.
  5. Dores de cabeça, tonturas, confusão, agitação, contracção dos músculos, espasmos/convulsões, cambaleio, fala inarticulada, inconsciência.
  6. Tosse, dores ou contracção do peito, dificuldades respiratórias, respiração ofegante.

B - Em caso de intoxicação:

  1. Se o acidentado não respira, praticar imediatamente respiração boca-a-boca; são as medidas activas que permitem salvamentos.
  2. Se o acidente se deu por contacto directo com a calda ou com o produto, retirar imediatamente o vestuário contaminado e lavar as partes do corpo atingidas.
  3. Chame os serviços de emergência, o médico ou o Centro de Informação Anti-Venenos.
  4. Tenha junto de si a embalagem do produto com o respectivo rótulo.
  5. Não dar de beber ao acidentado, sobretudo nunca dar leite ou bebida alcoólica.
  6. Não provocar vómitos, excepto se o rótulo do produto em causa o recomendar e só quando o acidentado se encontrar consciente.

Nota:

A ANIPLA editou uma brochura intitulada «Normas para a utilização segura e eficaz dos produtos fitofarmacêuticos».
Contacte-nos se desejar receber um exemplar.