You are here

Share page with AddThis

Syngenta apresentou tecnologia inovadora e resultados do seu plano global de sustentabilidade na Agroglobal

Eventos
17.09.2018

A Syngenta participou como patrocinadora e expositora da Agroglobal, em Valada do Ribatejo, onde realizou diversas atividades, a principal das quais foi uma jornada organizada, a 6 de Setembro, para os seus distribuidores de todo o país, bem como para representantes dos agricultores e das entidades oficiais. Estiveram em destaque soluções para proteção das culturas como o Lumax, herbicida de pré-emergência líder de mercado na cultura do milho, otimizado com a tecnologia Callisto, e o Carial Top, um novo fungicida para as culturas do tomate e da batata. Ambas as soluções foram testadas nos campos de ensaio da Agroglobal.

O Carial Top, cujo lançamento comercial em Portugal está previsto para 2019, é um fungicida “dois em um”, contém 25% de Mandipropamida e 25% de Difenoconazol, para controlo do míldio e da alternariose, em batata e tomate. O Carial Top foi aplicado no campo demonstrativo de batata na Agroglobal, tendo sido tema de uma apresentação no debate “Batata de Indústria- tendências e desafios”, organizado pela Porbatata, durante a feira.

A jornada incluiu uma visita aos campos de ensaio de culturas agrícolas da Agroglobal, onde a Syngenta participou com as suas soluções de proteção de plantas: batata (Carial Flex, Carial Top, Ampligo e Ridomil MZ), tomate (Carial Top e Ampligo) e pimento (Ortiva Top).

A parte do evento dedicado à cultura do milho incluiu a passagem por 3 estações de demonstração no campo: sementes (com as variedades Hydro, Helium e Gladius); programa de herbicidas (Lumax e tecnologia Callisto) e conservação de solo (ação de demonstração, em parceria com a APOSOLO).

«A Syngenta tem atualmente uma equipa especializada e dedicada em exclusivo às sementes, sobretudo nas culturas do milho e do girassol, e está a realizar um forte investimento em genética, com novas variedades, como o Carioca e o Impulse, entre outras, que chegarão ao mercado nos próximos anos», explicou Pedro Martins, Corn Technical Marketing Expert da Syngenta para a Península Ibérica.

A tecnologia Callisto consiste numa formulação inovadora da Syngenta que combina a Mesotriona com outras substâncias ativas, garantindo controlo consistente e duradouro das infestantes; evitando o entupimento dos bicos dos pulverizadores e assegurando ótima vida útil do produto, em quaisquer condições de armazenamento.

Na estação sobre boas práticas de conservação do solo, a presidente e a secretária-geral da Associação Portuguesa de Mobilização de Conservação do Solo (APOSOLO), respetivamente Gabriela Cruz e Marta Manoel, demonstraram o comportamento da água num solo mobilizado e sem cobertura por comparação a um solo com cobertura vegetal. Este último apresenta uma maior capacidade de infiltração da água, minimizando o fenómeno da escorrência e consequente arrastamento dos sedimentos, adubos e produtos fitofarmacêuticos para fora da parcela. «A agricultura de conservação, incluindo a não mobilização do solo, tem o objetivo de manter a estrutura do solo e conservá-lo na parcela do agricultor. Manter o solo coberto com vegetação é um uso mais sustentável do solo do que a mobilização», explicaram as também agricultoras, que praticam agricultura de conservação há vários anos.

A Syngenta, que desenvolve ações de formação em parceria com a APOSOLO, prepara-se para lançar em 2019 uma APP para que os agricultores conheçam melhor o solo das suas explorações, ajudando a evitar/minimizar fenómenos como a erosão e a escorrência. Esta ação de formação decorre do The Good Growth Plan, o plano global de sustentabilidade da Syngenta, e está integrada num dos seis compromissos da empresa, neste caso “salvar mais terra agrícola”.

Durante a jornada na Agroglobal os convidados da Syngenta conheceram alguns dos projetos de sustentabilidade que a empresa desenvolve em Portugal. É o caso das parcerias com a Quinta da Cholda e Herdade do Pinheiro, visando contribuir para o incremento da biodiversidade, ou ainda da iniciativa conjunta da Syngenta com a Junta de Freguesia da Cordinhã, no concelho de Cantanhede, que consiste na instalação de um Centro de Lavagem de Pulverizadores, de uso público, nesta freguesia, que ajudará 210 agricultores a proteger o ambiente e a manterem-se seguros, usando o sistema Héliosec da Syngenta. Outra iniciativa de que a Syngenta é parceira, e que também foi apresentada na Agroglobal, são as 24H Agricultura Syngenta, uma competição formativa inédita que já contribuiu para a formação prática e capacitação de mais de 500 estudantes do ensino superior das áreas das Ciências Agrárias, sobre boas práticas agrícolas.

-------

A Syngenta é uma das empresas líderes no seu ramo de atividade. O grupo emprega mais de 27.000 pessoas em mais de 90 países, com um único objetivo comum: trazer para a vida o potencial das plantas. Através da excelência dos nossos cientistas, da nossa presença a nível mundial e do empenho de todos os nossos colaboradores em responder às necessidades dos nossos clientes, ajudamos a maximizar a produtividade e o rendimento das culturas, a proteger o ambiente e a melhorar a saúde e a qualidade de vida. Para mais informações sobre a Syngenta, consulte o site www.syngenta.pt