You are here

Isabión

Isabión

Ultima atualização:
04.07.2022

Nutriente

Proteção de culturas

Authorisation Number: 
--
Pack size: 
20 l
120 l
Composition: 

Nutriente biológico de última geração para aplicação foliar e em fertirrega.

O ISABION tem uma relação equilibrada e ótima entre os péptidos de cadeia curta, péptidos de cadeia longa e os aminoácidos. Obtido a partir de proteína animal, através de um processo original de hidrólise, controlada com purificação final por intercâmbio iónico. É imediata e completamente absorvido pelas plantas, tanto em pulverização foliar como em tratamentos no solo. Indicado como nutriente orgânico e bioestimulante da vegetação (raízes, folhas, flores e frutos) em todo o tipo de culturas: agrícolas, cerealíferas, forrageiras, frutícolas, hortícolas em geral, industriais, oliveira, ornamentais, beterraba e vinha. Utiliza-se nas fases de maior crescimento, e também em viveiros e plantações jovens, e em culturas afetadas ou em mau estado vegetativo em consequência de granizo, fitotoxicidades, pragas ou doenças, seca, etc.

Todo o tipo de culturas: agrícolas, cerealíferas, forrageiras, frutícolas, hortícolas em geral, industriais, oliveira, ornamentais, beterraba e vinha.

Todo o tipo de culturas agrícolas
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurançaComentário

Aplicação foliar:
200 - 300 ml/100 l de água (2-3 l/ha)

Aplicação no solo:
3 - 4 l/ha de cada vez, totalizando uma média de 15-20 l/ha

Aplicação foliar:
200-300 ml/100 l de água (2-3 l/ha). Depois de geadas e em culturas afectadas, aumentar a dose para 400 ml/100 l de água (4 l/ha).

 

Aplicação no solo:
Aplicar preferencialmente com a instalação de rega localizada, dissolvido no distribuidor de adubos. Poderá também aplicar-se por injecção e, eventualmente, em rega generalizada, distribuindo devidamente para se obter uma camada uniforme em toda a superfície. Realizar um mínimo de 4 aplicações ao longo do ciclo da cultura, à razão de 3-4 l/ha de cada vez, totalizando uma média de 15-20 l/ha.

-

Agitar antes de utilizar. Pode aplicar-se em pulverização foliar, no solo e em fertirrega. O número de aplicações depende da cultura a tratar, podendo considerar-se como mais importantes as aplicações nas fases de maior actividade vegetativa (transplante, crescimento, floração, abrolhamento, maturação, etc.).

Declarações de precaução

  • Produto não inflamável.
  • Evitar condições extremas de armazenagem.
  • Recomenda-se manter o produto a temperaturas que não excedam os 0°C (mínima) e 30°C (máxima).
  • Armazenar em locais ventilados.
  • Produto de baixa perigosidade.
  • Não irritante nem corrosivo.
  • Lavar abundantemente com água em caso de contacto com os olhos ou pele.
  • Nota importante: Todas as recomendações e informações prestadas resultam de amplos e rigorosos estudos e ensaios. No entanto, durante a utilização podem intervir diversos fatores fora do nosso controlo (preparação das misturas, aplicação, condições climáticas, etc.). A empresa responsabiliza-se pela composição, formulação e produto final. O utilizador será responsável por todos os danos causados (falta de eficácia, toxicidade geral, resíduos, etc.) resultantes do incumprimento total ou parcial das recomendações do rótulo.
  • Salvo indicação expressa, na cultura do arroz não se recomenda a mistura do ISABION com herbicidas, visto que em alguns casos pode interferir a ação bioquímica dos mesmos (o caso dos herbicidas inibidores da síntese de aminoácidos), o que poderia reduzir significativamente a eficácia do herbicida. Não misturar com óleos. Em mistura com enxofres ou outros corretores, em aplicações foliares e em especial no inverno, não exceder a dose de 200 mL de ISABION/100 L de água. Em aplicações de mistura com produtos à base de cobre, realizar um ensaio prévio e observar a reação nos dias seguintes (exceto em oliveira para a produção de azeite, já que não existe perigo). Não aplicar em ameixeiras por existir risco de fitotoxicidade.

Precauções / Compatibilidade

Produto de baixa perigosidade
Não irritante nem corrosivo

Lavar abundantemente com água em caso de contacto com os olhos ou pele

Salvo indicação expressa, na cultura do arroz não se recomenda a mistura do ISABION com herbicidas, visto que em alguns casos pode interferir a ação bioquímica dos mesmos (o caso dos herbicidas inibidores da síntese de aminoácidos), o que poderia reduzir significativamente a eficácia do herbicida. Não misturar com óleos. Em mistura com enxofres ou outros corretores, em aplicações foliares e em especial no inverno, não exceder a dose de 200 mL de ISABION/100 L de água. Em aplicações de mistura com produtos à base de cobre, realizar um ensaio prévio e observar a reação nos dias seguintes (exceto em oliveira para a produção de azeite, já que não existe perigo). Não aplicar em ameixeiras por existir risco de fitotoxicidade.