You are here

Sequestrene 138 Fe G100

Sequestrene 138 Fe G100

Ultima atualização:
28.04.2021

Nutriente

Proteção de culturas

Pack size: 
10 kg
Composition: 
Formulation: 
Microgrânulos

Correctivo da clorose férrica indicado para aplicação em culturas perenes - vinha e fruteiras em geral, culturas hortícolas e plantas ornamentais ou qualquer outra cultura que esteja afectada pela carência de ferro.

A formulação de SEQUESTRENE caracteriza-se pela sua elevada concentração em ferro assimilável, com um teor mínimo garantido de 7% de ferro solúvel e de 6,2% de ferro quelatado do qual, 3,4% está quelatado por [o,o] EDDHA,  2,2% por [o,p] EDDHA e o resto por outros agentes quelantes indeterminados.

A formulação é facilmente solúvel em água e não produz pó.

Hortícolas e Ornamentais

Estado de Desenvolvimento: Em geral
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

Em geral:
5 - 15 g/m2

Aplicação ao solo:
Em culturas perenes (vinha e árvores de fruto), o momento de aplicação mais oportuno é no início da Primavera e, de uma forma geral, durante os primeiros estados de desenvolvimento vegetativo. É aconselhável fraccionar a dose recomendada em várias aplicações durante este período. Em plantas hortícolas, ornamentais e plantas de porte baixo em geral, recomenda-se iniciar as aplicações à plantação ou no início da actividade vegetativa.

Aplicação foliar:
deve ser feita após o início da actividade vegetativa, quando as folhas estejam bem desenvolvidas, pulverizando abundantemente e, de preferência, ao entardecer. A adição de ISABION facilita a absorção de SEQUESTRENE® 138 Fe G 100 e acelera a correcção da carência.

-

Videiras

Estado de Desenvolvimento: Recém plantadas e Plena produção
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

Recém plantadas:
3 - 5 g/planta

Plena produção:
5 - 10 g/planta

Aplicação ao solo:
Em culturas perenes (vinha e árvores de fruto), o momento de aplicação mais oportuno é no início da Primavera e, de uma forma geral, durante os primeiros estados de desenvolvimento vegetativo. É aconselhável fraccionar a dose recomendada em várias aplicações durante este período. Em plantas hortícolas, ornamentais e plantas de porte baixo em geral, recomenda-se iniciar as aplicações à plantação ou no início da actividade vegetativa.

Aplicação foliar:
deve ser feita após o início da actividade vegetativa, quando as folhas estejam bem desenvolvidas, pulverizando abundantemente e, de preferência, ao entardecer. A adição de ISABION facilita a absorção de SEQUESTRENE® 138 Fe G 100 e acelera a correcção da carência.

-

Viveiros

Estado de Desenvolvimento: Em geral
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

Em geral:
1 - 3 g/planta ou 3 - 5 g/m2

Aplicação ao solo:
Em culturas perenes (vinha e árvores de fruto), o momento de aplicação mais oportuno é no início da Primavera e, de uma forma geral, durante os primeiros estados de desenvolvimento vegetativo. É aconselhável fraccionar a dose recomendada em várias aplicações durante este período. Em plantas hortícolas, ornamentais e plantas de porte baixo em geral, recomenda-se iniciar as aplicações à plantação ou no início da actividade vegetativa.

Aplicação foliar:
deve ser feita após o início da actividade vegetativa, quando as folhas estejam bem desenvolvidas, pulverizando abundantemente e, de preferência, ao entardecer. A adição de ISABION facilita a absorção de SEQUESTRENE® 138 Fe G 100 e acelera a correcção da carência.

-

Árvores (Citrinos, fruteiras, oliveira, aveleira, etc.)

Estado de Desenvolvimento: Recém plantadas, Início de produção, Plena produção (tamanho médio), Muito desenvolvidas.
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

Recém plantadas:
5 - 15 g/planta

Início de produção:
15 - 25 g/planta

Plena produção (tamanho médio):
30 - 50 g/planta

Muito desenvolvidas:
60 - 100 g/planta

Aplicação ao solo:
Em culturas perenes (vinha e árvores de fruto), o momento de aplicação mais oportuno é no início da Primavera e, de uma forma geral, durante os primeiros estados de desenvolvimento vegetativo. É aconselhável fraccionar a dose recomendada em várias aplicações durante este período. Em plantas hortícolas, ornamentais e plantas de porte baixo em geral, recomenda-se iniciar as aplicações à plantação ou no início da actividade vegetativa.

Aplicação foliar:
deve ser feita após o início da actividade vegetativa, quando as folhas estejam bem desenvolvidas, pulverizando abundantemente e, de preferência, ao entardecer. A adição de ISABION facilita a absorção de SEQUESTRENE® 138 Fe G 100 e acelera a correcção da carência.

-

Classificação, rotulagem e embalagem (CRE)

  • GHS07

Avisos legais

Declarações de precaução

  • O SEQUESTRENE® 138 Fe G 100 é compatível com a maioria dos produtos da nossa gama. Não misturar com produtos cúpricos nem com produtos que contenham chumbo. Em caso de dúvida recomenda-se que se faça um pequeno ensaio prévio para observar a compatibilidade física e a reação da cultura nos dias seguintes ao ensaio.
  • Contém EDDHA NaFe (Nº CAS 84539-55-9)
  • Ácido acético, oxo - sal de sódio, produtos de reação com etilendiamina e fenol, sais de ferro e sódio.
  • Pode provocar uma reação alérgica cutânea.
  • Manter fora do alcance das crianças.
  • Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.
  • Usar luvas de proteção.

Modo de Preparação da Calda e Utilização

Aplicação na forma líquida ao solo:

Dissolver previamente em água e aplicar na zona de influência das raízes a 10 – 20 cm de profundidade ou proceder a uma rega abundante para favorecer a incorporação.

Em rega localizada:

É a forma mais eficiente da aplicação, reduz em até 30% a quantidade necessária para corrigir a clorose. Iniciar a rega só com água, incorporar o produto cerca de uma hora e meia antes de finalizar a rega e regar só com água na última meia hora.
• Em sulcos circulares na zona de rega da árvore ou em 4-5 furos simetricamente em volta da árvore.
• Por meios mecânicos, com distibuidor de grânulos e microgrânulos. Incorporar em regos tapando-os de seguida.
• Aplicação do produto ao solo: procedendo de imediato a uma lavoura superficial, seguida de uma rega abundante.
• Em injeção ao solo: injetor acoplado a uma máquina de pulverização a 20 atm de pressão. Aplicar 1 litro de calda a 1% e 5 injeções por árvore, totalizam as 50 g recomendadas por árvore em plena producão.

Aplicação por via foliar:
Aplicar no geral a dose máxima de 0,1 % (100 g de produto em 100 litros de água) e repetir a aplicação se for necessário.

Observações

•  O reverdecimento da cultura manifesta-se normalmente ao fim de 1–2 semanas depois do produto ser posto à disposição das raízes.

•  Para uma correta identificação das causas da clorose, é aconselhável fazer análises ao solo ou às folhas das plantas afetadas. O produto não tem ação contra as cloroses produzidas por outras causas.