You are here

Taegro

Ultima atualização:
08.04.2022

Biocontrol

Proteção de culturas

Authorisation Number: 
1627
Pack size: 
375 g
Composition: 
Formulation: 
Pó molhável (WP)

Fungicida contendo Bacillus amyloliquefaciens estirpe FZB24 indicado para a proteção de doenças nas culturas de ar livre e de estufa mencionadas.

O produto pode ser usado em Modo de Produção Biológico.

Bacillus amyloliquefaciens estirpe FZB24 é um fungicida de largo espectro. Possui atividade preventiva. Entra em competição por espaço e nutrientes com os agentes patogénicos, impede a infeção pelo facto de criar uma zona de inibição na folha pela secreção de lipopétidos, com ação antagonista, que vão prevenir e evitar a fixação e penetração do agente patogénico. Paralelamente poderá induzir as resistências por parte da planta promovida pela produção da peroxidase e perturbações no crescimento micelial por indução de modificações nas membranas das paredes do agente patogénico.

Alface

Míldio (Bremia lactucae)
Dose máxima individualVolume de caldaRecomendaçõesIntervalo de segurança

0,185 - 0,370 kg/ha

180 - 1000 L/ha

Estufa

Iniciar os tratamentos preventiva-mente a partir das 3 folhas verdadeiras até a fase da colheita. Utilizar a dose de 370 g/ha em condições de maior pressão da doença. Adaptar a dose ao desenvolvimento vegetativo da cultura, utilizando no início a dose de 185 g/ha e no pleno desenvolvimento da cultura 370 g/ha. Realizar no máximo 12 tratamentos por campanha com este produto, no conjunto das doenças, com um intervalo mínimo de 7 dias.

1 dia

Míldio (Bremia lactucae) e Esclerotínia (Sclerotinia sclerotiorum)
Dose máxima individualVolume de caldaRecomendaçõesIntervalo de segurança

0,185 - 0,370 kg/ha

180 - 1000 L/ha

Ar livre

Iniciar os tratamentos preventiva-mente a partir das 3 folhas verdadeiras até a fase da colheita.

Utilizar a dose de 370 g/ha em condições de maior pressão da doença. Adaptar a dose ao desenvolvimento vegetativo da cultura, utilizando no início a dose de 185 g/ha e no pleno desenvolvi-mento da cultura 370 g/ha.

Realizar no máximo 10 tratamentos por campanha com este produto, no conjunto das doenças, com um intervalo mínimo de 7 dias.

1 dia

Morangueiro (estufa)

Podridão cinzenta (Botrytis cinerea)
Dose máxima individualVolume de caldaRecomendaçõesIntervalo de segurança

0,185 - 0,370 kg/ha

180 - 1000 L/ha

Estufa

Iniciar os tratamentos preventivamente desde o início da floração até à fase da colheita.

Utilizar a dose de 370 g/ha em condições de maior pressão da doença. Adaptar a dose ao desenvolvimento vegetativo da cultura, utilizando no início a dose de 185 g/ha e no pleno desenvol-vimento da cultura 370 g/ha.

Realizar no máximo 12 tratamentos por campanha com este produto, no conjunto das doenças, com um intervalo mínimo de 7 dias.

1 dia

Tomateiro, Beringela e Pimenteiro cayenne (piri-piri) (estufa)

Oídio (Leveillula taurica) e Alternariose (Alternaria solani)
Dose máxima individualVolume de caldaRecomendaçõesIntervalo de segurança

0,185 - 0,370 kg/ha

180 - 1000 L/ha

Estufa

Iniciar os tratamentos preventivamente, em condições favoráveis ao desenvolvimento da doença, manter a cultura protegida enquanto necessário.

Utilizar a dose de 370 g/ha em condições de maior pressão da doença. Adaptar a dose ao desenvolvimento vegetativo da cultura, utilizando no início a dose de 185 g/ha e no pleno desenvolvimeno da cultura 370 g/ha.

Realizar no máximo 12 tratamentos por campanha com este produto, no conjunto das doenças, com um intervalo mínimo de 7 dias.

1 dia

Videira

Podridão cinzenta dos cachos (Botrytis cinerea) e Oídio (Erysiphe necator)
Dose máxima individualVolume de caldaRecomendaçõesIntervalo de segurança

0,185 - 0,370 kg/ha

180 - 1000 L/ha

Realizar os tratamentos de acordo com o Serviço Nacional de Avisos Agricolas. Realizar os tratamentos desde a floração até 3-4 semanas antes da colheita.

Utilizar a dose de 370 g/ha em condições de maior pressão da doença. Adaptar a dose ao desen-volvimento vegetativo da cultura, utilizando no início a dose de 185 g/ha e no pleno desenvolvimento da cultura 370 g/ha.

Realizar no máximo 10 tratamentos por campanha com este produto, no conjunto das doenças, com um intervalo mínimo de 7 dias.

1 dia

Declarações de precaução

  • Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.
  • Eliminar o conteúdo/embalagem em local adequado à recolha de resíduos perigosos.
  • Contém Bacillus amyloliquefaciens. Pode provocar uma reação alérgica.
  • Ficha de segurança fornecida a pedido.
  • Não poluir a água com este produto ou com a sua embalagem. Não limpar o equipamento de aplicação perto de águas de superfície. Evitar contaminações pelos sistemas de evacuação de águas das explorações agrícolas e estradas.
  • Para proteção dos organismos aquáticos, respeitar uma zona não pulverizada de 5 metros em relação às águas de superfície em usos de ar livre.
  • O aplicador deverá usar luvas e vestuário de proteção durante a preparação da calda e a aplicação do produto.
  • Impedir o acesso de trabalhadores e pessoas estranhas às zonas tratadas até à secagem do pulverizado e em qualquer situação não entrar durante 6 horas após a aplicação em estufa.
  • Após o tratamento lavar bem o material de proteção, tendo o cuidado especial em lavar as luvas por dentro.
  • Manter em local seco, ventilado e protegido dos raios solares.
  • Não armazenar a temperaturas superiores a 20 ºC.

Modo de Preparação da Calda e Utilização

Avaliar o pH da água a utilizar para preparar a calda; se pH < 5 proceder ao ajuste do pH da água utilizada (entre pH 5 - 8), antes de preparar a calda. Proceder a uma dissolução prévia do produto num recipiente com 2–5 L de capacidade, para assegurar uma dissolução homogénea da suspensão em água. Na preparação da calda deitar metade do volume de água adequado para a pulverização prevista, adicionar a solução prévia do produto e completar o volume de água pretendido, assegurando agitação continua. Aplicar o produto imediatamente. Evitar a exposição direta à luz solar durante a preparação da calda.

Modo de aplicação:
Calibrar corretamente o equipamento, calculando o volume de calda gasto por ha, de acordo com o débito do pulverizador (L/min), da velocidade e largura de trabalho, com especial cuidado na uniformidade da distribuição de calda.
A quantidade de produto e o volume de calda devem ser adequados à área de aplicação, respeitando as concentrações/doses indicadas.

Volume de calda a utilizar: 180 – 1000 L/ha.

Precauções biológicas

A eficácia do TAEGRO é otimizada quando a temperatura está entre 15 e 30 °C. Fora dessa faixa de temperatura, a atividade pode ser reduzida, mas os esporos permanecem viáveis, a menos que a temperatura atinja os 40 °C, na qual a viabilidade dos esporos pode diminuir rapidamente.

Aplique o TAEGRO no final do dia para reduzir a exposição dos esporos à radiação UV.

Não misturar com outros produtos.

  • Em caso de intoxicação contactar o Centro de Informação Antivenenos. Telef: 800 250 250

  • Protecção Integrada

    Segundo a Diretiva do Uso Sustentável (Diretiva 2009/128/CE) que foi transposta para a Lei nº 26/2013 (a 11 de Abril), é obrigatória a aplicação dos princípios gerais da Proteção Integrada por todos os utilizadores profissionais. Cumpridos esses princípios gerais, todos os produtos fitofarmacêuticos autorizados em Portugal, para o combate aos inimigos das culturas são passíveis de ser utilizados em Proteção Integrada.

    LMR

    Informação relativa aos LMRs, consultar a informação na página oficial da EU: https://ec.europa.eu/food/plant/pesticides_en