You are here

Share page with AddThis
Insecticida Evure

Evure

Ultima atualização:
12.09.2019

Insecticida

Proteção de culturas

Authorisation Number: 
1225
Pack size: 
1 l
Composition: 
Formulation: 
Emulsão óleo em água

O EVURE® é um insecticida que actua por contacto e ingestão, atuando no sistema nervoso do insecto. Pertence à família química dos piretroides. Controla as seguintes pragas das culturas mencionadas.

Alcachofra

Afídeos (Aphis fabae; Capitophorus homi; Brachycaudus cardui), Tripes (Thrips sp.), Nóctuas (Spodoptera spp.)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

30 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

7 dias

Alface, Chicória (escarola), Endívia, Acelga

Afídeos (Nasonovia ribisnigri; Myzus persicae; Uroleucon cichorii), Tripes (Thrips sp.), Nóctua da couve (Mamestra brassicae), Lagartas da couve (Pieris spp.), Larvas mineiras (Liriomyza spp.)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

40 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias

14 dias

Batateira

Escaravelho da batateira (Leptinotarsa decemlineata), Afídeos (Myzus persicae; Macrosiphum euphorbiae)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

30 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

14 dias

Beringela

Afídeos (Aphis gossypii; Myzus sp.; Macrosiphum euphorbiae), Tripes (Frankliniella accidentalis; Thrips tabaci), Lagartas (Helicoverpa armigera; Spodoptera sp.)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

20 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

3 dias

Beterraba

Afídeos (Myzus persica;, Aphis fabae), Nóctuas (Mamestra sp.), Gorgulho (Bothynoderes punctiventris), Cássidas (Cassida spp.), Áltica da beterraba (Chaetocnema tibialis)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

20 – 40 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

14 dias

Cenoura

Afídeos (Myzus persicae, Aphis sp.; Cavariella aegopodii; Semiaphis dauci)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

30 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

14 dias

Cerejeira

Afídeos (Myzus cerasi), Mosca da cereja (Rhagoletis cerasi), Antónomus (Anthonomus spp.), Rinquito das fruteiras (Rhynchites bacchus), Drosófila de asa manchada (Drosophila suzuki)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

20 – 25 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

10 dias

Citrinos (Laranjeira, Tangerineira, Limoeiro, Toranjeira, Lima)

Afídeos (Aphis spiraecola; Toxoptera aurantii; Myzus persicae), Acéria (Aceria sheldoni), Ácaro do texas (Eutetranychus orientalis)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

20 – 30 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga, sempre que possível antes do enrolamento das folhas. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

30 dias

Traça-do-limoeiro (Prays citri)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

40 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga, sempre que possível antes do enrolamento das folhas. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

30 dias

Colza

Afídeos (Myzus persicae; Brevicoryne brassicae), Escaravelho da colza (Brassicogethes aeneus), Gorgulho do nabo (Ceutorhynchus napi), Áltica-da-couve (Psylliodes chrysocephala)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

20 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

30 dias

Couve-flor, Couves-de-repolho, Couve-de-Bruxelas

Afídeos (Myzus persicae; Brevicoryne brassicae), Tripes (Thrips sp.), Nóctua da couve (Mamestra brassicae), Lagartas da couve (Pieris spp.)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

30 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga.

7 dias

Ervilheira, Feijoeiro, Faveira, Grão-de-bico

Afídeos (Aphis fabae; Acyrthosiphon pisum), Tripes (Thrips sp.), Piral (Ostrinia nubilalis), Traça da ervilha (Cydia nigrana)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

30 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

7 dias

Girassol

Afídeos (Brachycaudus helichrysi)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

20-30 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

60 dias

Luzerna

Afídeos (Acyrthosiphon pisum; Aphis fabae), Apion pequeno do trevo (Apion trifolii), Coleopteron (Sitona lineatus), Gorgulho da luzerna (Hypera postica), Traça da ervilha (Cydia nigricana), Broca (Ostrinia nubilalis)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

30 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias

7 dias

Macieira

Afídeo verde (Aphis pomi), Afídeo cinzento (Dysaphis plantagínea), Bichado da fruta (Cydia pomonella), Larvas-mineiras (Phyllonorycter blancardella; Phyllonorycter corylifoliella; Leucoptera malifoliella), Cecidomia-das-folhas (Contarinia pyrivora; Dasineura pyri), Hiponomeuta-da-macieira (Yponomeuta malinelus)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

40 – 120 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga, sempre que possível antes do enrolamento das folhas. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

30 dias

Pedrolho (Polydrusus chrysomella)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

60 ml/hl

Aplicar ao aparecimento dos adultos, nos primeiros estados fenológicos da cultura, a partir do abrolhamento. Repetir a aplicação 8 a 10 dias após o primeiro tratamento, se dada a evolução da população da praga se verifique a presença de adultos na árvore

30 dias

Marmeleiro

Afídeo verde (Aphis pomi), Afídeo cinzento (Dysaphis plantagínea), Bichado da fruta (Cydia pomonella), Larvas-mineiras (Phyllonorycter blancardella; Phyllonorycter corylifoliella; Leucoptera malifoliella), Cecidomia-das-folhas (Contarinia pyrivora; Dasineura pyri)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

40 – 120 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga, sempre que possível antes do enrolamento das folhas. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

30 dias

Meloeiro

Afídeos (Aphis gossypii; Myzus sp.; Macrosiphum euphorbiae), Tripes (Frankliniella accidentalis; Thrips tabaci)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

30 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

7 dias

Morangueiro

Tripes (Frankliniella accidentalis), Afídeos (Myzus persicae), Nóctuas (Spodoptera sp.), Drosófila de asa manchada (Drosophila suzuki)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

30 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

7 dias

Nespereira

Afídeo verde (Aphis pomi), Afídeo cinzento (Dysaphis plantagínea), Bichado da fruta (Cydia pomonella), Larvas-mineiras (Phyllonorycter blancardella; Phyllonorycter corylifoliella; Leucoptera malifoliella), Cecidomia-das-folhas (Contarinia pyrivora; Dasineura pyri)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

40 – 120 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga, sempre que possível antes do enrolamento das folhas. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

30 dias

Ornamentais

Afídeos (Aphis spp.)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

40 – 80 ml/hl

Aplicar ao longo de todo o ciclo vegetativo. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias

-

Palmeiras

Escaravelho da palmeira (Rhynchophorus ferrugineus)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

40 – 80 ml/hl

Aplicar ao longo de todo o ciclo vegetativo. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias

-

Pepino, Pepino pequeno (cornichão), Courgette (aboborinha)

Afídeos (Aphis gossypii; Myzus sp.; Macrosiphum euphorbiae), Tripes (Frankliniella accidentalis; Thrips tabaci)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

20 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

7 dias

Pereira

Afídeo verde (Aphis pomi), Afídeo cinzento (Dysaphis plantagínea), Bichado da fruta (Cydia pomonella), Larvas-mineiras (Phyllonorycter blancardella; Phyllonorycter corylifoliella; Leucoptera malifoliella), Cecidomia-das-folhas (Contarinia pyrivora; Dasineura pyri), Psila da pereira (Cacopsylla pyri)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

40-120 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga, sempre que possível antes do enrolamento das folhas. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

30 dias

Pedrolho (Polydrusus chrysomella)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

60 ml/hl

Aplicar ao aparecimento dos adultos, nos primeiros estados fenológicos da cultura, a partir do abrolhamento. Repetir a aplicação 8 a 10 dias após o primeiro tratamento, se dada a evolução da população da praga se verifique a presença de adultos na árvore

30 dias

Pessegueiro, Alpercheiro, Damasqueiro

Afídeos (Myzus persicae; Dysaphis plantagínea; Hyalopterus pruni), Tripes (Frankliniella occidentalis; Thrips sp.), Traça-oriental-do-pessegueiro (Cydia molesta), Anársia (Anarsia lineatella), Mosca-do-mediterrâneo (Ceratitis capitata)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

40 – 120 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga, sempre que possível antes do enrolamento das folhas. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

30 dias

Trigo, Centeio, Aveia, Cevada, Triticale

Afídeos (Sitobion avena; Rhopalosiphum padi), Cecidómia (Contarinia tritici; Sitodiplosis mosellana), Percevejos (Aelia rostrat; Eurygaster maura), Cicadela (Psammotettix alienus)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

20 ml/hl

Ao aparecimento da praga (BBCH 10-75). Realizar apenas 1 aplicação no outono e 2 na primavera, intervaladas de 10 dias

30 dias

Videira (uva de mesa e para vinificação)

Cicadelas da vinha ou cigarrinha verde (Empoasca decipiens; E. pteridis; E. vitis; Sacaphoidus titanus; Jacobiasca lybica)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

30-60 ml/hl

Aplicar no período de floração quando houver 100 larvas em 100 folhas e repetir em Julho-Agosto quando houver 50 larvas em 100 folhas observadas. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

21 dias

Traça dos cachos (Lobesia botrana), Tripes (Frankliniella accidentalis; Drepanothrips reuteri)
Dose máxima individualRecomendaçõesIntervalo de segurança

30-60 ml/hl

Aplicar ao aparecimento da praga. Realizar no máximo 2 tratamentos intervalados de 14 dias.

21 dias

Classificação, rotulagem e embalagem (CRE)

  • GHS09

Avisos legais

Declarações de precaução

  • Ficha de segurança fornecida a pedido.
  • Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.
  • Evitar respirar a nuvem de pulverização.
  • Não pode entrar em contacto com os olhos, a pele ou a roupa.
  • Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.
  • Não contaminar a água com este produto ou a sua embalagem.
  • Para proteção dos organismos aquáticos, respeitar uma zona não pulverizada em relação às águas de superfície, de 5 metros em Beringela, Pepino, Pepino para conserva, Courgette, Colza, Batata, Cenoura, Beterraba, Couves, Melão, Morangueiro, Luzerna, Girassol, Ervilheira e Feijoeiro; 10 metros em Alface e similares, Videira e 20 metros Pomares, Citrinos e Ornamentais
  • Eliminar o conteúdo e a embalagem em local adequado à recolha de resíduos perigosos.
  • Na entrada dos trabalhadores às zonas tratadas, estes deverão usar: luvas, camisa de mangas compridas, calças, meias e botas.
  • O aplicador deverá usar: luvas adequadas durante a preparação da calda; luvas adequadas e vestuário de proteção durante a aplicação do produto.
  • Impedir o acesso de trabalhadores e pessoas estranhas ao tratamento às zonas tratadas até à secagem do pulverizado.
  • Após o tratamento lavar bem o material de proteção, tendo cuidado especial em lavar as luvas por dentro.
  • Intervalo de reentrada: 2 dias após a aplicação.

Modo de Preparação da Calda e Utilização

No recipiente onde se prepara a calda deitar metade da água necessária. Numa vasilha juntar a quantidade de produto a utilizar com um pouco de água e agitar bem até obter uma pasta homogénea. Deitar esta mistura no recipiente e completar o volume de água, agitando sempre.

Calibrar correctamente o equipamento, assegurando a uniformidade na distribuição de calda no alvo biológico pretendido. Calcular o volume de calda gasto por ha em função do débito do pulverizador (L/min), da velocidade e largura de trabalho (distância entrelinhas). Nas fases iniciais de desenvolvimento das culturas aplicar a calda com a concentração indicada. Em pleno desenvolvimento vegetativo, adicionar a quantidade de produto proporcionalmente ao volume de água distribuído por ha, pelo pulverizador, de forma a respeitar a dose.

  • Em caso de intoxicação contactar o Centro de Informação Antivenenos. Telef: 808 250 143

  • Protecção Integrada

    Segundo a Directiva do Uso Sustentável (Directiva 2009/128/CE) que foi transposta para a Lei nº 26/2013 (a 11 de Abril), é obrigatória a aplicação dos príncipios gerais da Protecção Integrada por todos os utilizadores profissionais. Cumprido esses príncipios gerais, todos os produtos fitofarmacêuticos autorizados em Portugal, para o combate aos inimigos das culturas são passíveis de ser utilizados em Protecção Integrada.

    L.M.R.

    Informação relativa aos LMRs, consultar a informação na página oficial da EU: http://ec.europa.eu/food/plant/pesticides/eu-pesticides-database/public/?event=activesubstance.selection&language=EN